BOLO COBERTO COM PASTA AMERICANA – DICAS

Apr 15th
bolo coberto com pasta
FacebookTwitterPinterest

A pasta americana esta cada vez mais sendo utilizada para cobrir bolos e deixa-los prontos para serem decorados…Porém são necessários alguns cuidados para obter bons resultados e ter uma base perfeita para ser trabalhada. Assim como uma tela em branco que precisa estar bem esticada na moldura, lisa e sem nenhum defeito para não interferir no resultado final, o bolo coberto com pasta deve também estar liso, reto e pronto para ser decorado. Confira as dicas para não errar na hora de preparar o seu.

  1. Não é qualquer receita de bolo que pode ser coberta com pasta. Diferente de outras coberturas, o bolo para ser coberto com pasta tem que ser feito especificamente para este fim. Massas como pão de ló ou genoise não suportam o peso da pasta e irão deformar quando cobertos.
  2. Bolos cobertos com pasta devem ter 10 cm. de altura (altura final do bolo incluindo a base antes de colocar a pasta). Pois assim poderão ser compostos com bolos falsos (se for o caso) que tem esta altura. Mesmo que não serão utilizados bolos falsos, esta é uma altura ideal.
  3. É fundamental para ter um bom acabamento, que o bolo esteja em cima de uma base de isopor, com 2 cm. de altura e coberta com um isopor ou laminado próprio para alimentos. Assim a altura do bolo será de 8cm mais 2cm da base. É uma altura boa que irá garantir uma fatia bonita, alta e elegante, e que irá caber no prato de sobremesa.
  4. Faça 4 ou 5 camadas de recheio. Assim poderá fazer finas camadas de bolo e de recheio, que além de ficar super delicado visualmente, você não corre o risco do recheio começar a sair pelas laterais.
  5. Escolha recheios mais firmes. Se for utilizar geléias também, passe uma camada fina em cada disco de bolo e espalhe o recheio por cima.
  6. Não utilize frutas cruas. Além de correr o risco de azedarem, elas soltam líquido que irá alterar a textura do bolo.
  7. Não utilize chantilly, mousse ou qualquer outro tipo de recheio que precise estar gelado para manter a textura.
  8. Monte o bolo dentro de uma forma, forrada com plástico. Lembre-se que a parte de baixo será a parte de cima, portanto comece usando uma parte do bolo que ficou em contato com o papel manteiga, que sempre será mais lisa, e deixe para baixo na hora de montar o bolo.
  9. Se você não tiver forma com 8 cm de altura, coloque uma tira de acetato com esta altura dentro de uma forma mais baixa. Planeje bem antes de começar a altura dos discos, para o bolo terminado ter 8 cm.
  10. Cubra bem com plástico e  deixe na geladeira de um dia para o outro, ou pelo menos por várias horas.
  11. Quando for retirar da forma, coloque o isopor por cima e vire o bolo, retirando o plástico.
  12. Sempre cubra com ganache, deixando o mais liso possível, antes de cobrir com a pasta. De atenção especial às bordas, para que fiquem bem definidas. Qualquer problema que tenha no bolo antes de colocar a pasta, será acentuado depois de colocada a pasta. Portanto certifique-se que o bolo está reto, liso e sem nenhuma imperfeição.
  13. A pasta em si também é bem importante para o processo. Escolha uma que seja adequada ao clima local. Veja as dicas aqui.
  14. Trabalhe pequenas porções de pasta e vá juntando. Fica mais fácil do que trabalhar toda a pasta de uma vez.
  15. Polvilhe sempre a bancada com amido, usando um guardanapo de tecido com amido dentro, para polvilhar sem adicionar uma grande quantidade.
  16. Tenha um bom rolo, grande e liso para abrir a pasta. Veja a lista de materiais aqui.
  17. Abra a pasta com a mesma espessura. Não abra muito grossa nem muito fina. Com um pouco de prática você irá saber a espessura correta.
  18. Enrole a pasta no rolo e coloque sobre o bolo.
  19. Alise primeiro a parte de cima, utilizando alisadores próprios para isto.
  20. Depois vá fazendo as laterais, levantando a pasta e empurrando delicadamente sobre o bolo, para tirar as pregas.
  21. Retire o excesso com um cortador de pizza ou uma faquinha.
  22. Aguarde pelo menos 1 hora antes de mudar o bolo para o tabuleiro definitivo. Assim a pasta irá secar um pouco e não corre o risco de deformar ou ficar marcada.