30dez

MINI BOLO MOUSSE DE CHAMPANHE

Postado por Thelma Tomb
mini bolo mousse de champagne

Receita deliciosa e refrescante, fácil de preparar e ótima para servir nas comemorações de fim de ano!!

Você pode (e deve) preparar com antecedência, assim a sobremesa já estará pronta e você não terá trabalho na hora de servir.

Como as porções são individuais, fica ainda mais fácil, pois além de não ter que cortar, não serão necessários pratinhos extras.

Esta receita pode ser igualmente preparada utilizando champanhe, espumante ou prosecco.

Embora muitos acreditem que não existem diferença entre estas bebidas, existe sim, e muita…

Todo champagne é espumante, mas nem todo espumante é champagne. E nem tudo que não é champagne é prosecco.

 

mini bolo mousse de champanhe 2

CHAMPANHE

O champanhe (em francês champagne) é um vinho branco espumante, produzido na região de Champagne, na França, através da fermentação da uva.

O método champenoise, em que a primeira fermentação é feita no tanque, mas a segunda ocorre já dentro da garrafa.

Foi próximo a Epernay, no povoado de Hautvillers, que os monges Dom Pérignon e Dom Ruinart se esforçaram muito para domar os vinhos que fermentavam novamente nas garrafas, fazendo-as explodir.

 

mini bolo mousse de champanhe 1

 

ESPUMANTE

É chamado de espumante (ou sparkling wine) todo vinho que sofre duas fermentações naturais.

A primeira é a fermentação alcoólica, comum de todos os vinhos, que transforma o açúcar da uva em álcool e que ocorre em tanques ou barris de carvalho.

A segunda, onde o espumante adquire a efervescência, tanto pode ocorrer em tanques de aço inox pressurizados (método charmat) como podem ser feitas na própria garrafa (método champenoise ou tradicional/clássico).

O espumante brasileiro Casa Perini Moscatel, da vinícola Perini, foi o escolhido como o quinto melhor vinho do mundo pela Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores (WAWWJ).

É primeiro na foto, e ele custa R$ 43,50.

 

mini bolo mousse de champanhe 4PROSECCO

Prosecco, até então, era somente o tipo de uva (cepa) nativa da Italia, mais precisamente nas regiões de Valdobbiadene e Canegliano, no Vêneto.

Então, não se poderia dizer que os proseccos fossem vinhos exclusivos da Itália, pois ao contrário dos champagnes, era permitido chamarmos de prosecco um vinho feito fora daquele país, desde que elaborado a partir da uva prosecco.

No entanto, há cerca de 8 anos, a Italia, assim como fez a França, no passado, com seu champagne, editou lei alterando o nome da cepa Prosecco, chamando-a agora de “glera”.

O termo Prosecco fica reservado para a região italiana produtora do vinho, que além do Veneto agora também estão incluidas as áreas do Friuli.

Dessa forma, proibe-se a utilização do termo prosecco para vinhos que não forem produzidos nessas regiões.

No entanto, parece que a lei por aqui ai não pegou, sendo fácil encontrar “proseccos” nacionais vendidos nos grandes mercados e lojas especializadas.

Diferentemente dos champagnes e dos cavas, os proseccos são elaborados pelo método charmat, onde a segunda fermentação ocorre em grandes tanques de aço inox e não na própria garrafa.

O importante é utilizar bebidas de boa qualidade e procedência comprovada.

INGREDIENTES

MASSA

INGREDIENTES

  • 60 gr.de manteiga sem sal
  • 110 gr. de farinha de amêndoas
  • 60 gr. de farinha de trigo
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 6 ovos em temperatura ambiente
  • 1 colher de chá de baunilha
  • 180 gr. de açúcar de confeiteiro

MOUSSE

  • 4 gemas
  • 50 gr. de açúcar
  • 200 ml. + 3 colheres de sopa de espumante, champanhe ou prosecco
  • 10 gr. de gelatina em pó sem sabor
  • 300 ml. de creme de leite fresco
  • 150 gr. de açúcar de confeiteiro ou impalpável
  • morangos ou framboesas para decorar

MODO DE PREPARO

MASSA

  • pré aqueça o forno à 200 graus
  • forre o fundo de uma forma de 30cm x 40cm x 2cm com papel manteiga e unte as laterais
  • derreta a manteiga e reserve
  • peneire juntos as farinhas e o sal e reserve
  • bata os ovos em velocidade média até espumarem bem
  • acrescente o açúcar aos poucos batendo sem parar
  • junte a baunilha
  • deixe bater até picos firmes
  • retire da batedeira e junte a mistura dos secos aos poucos
  • misture com uma espátula de baixo para cima, dobrando a massa
  • coloque um pouco da massa na manteiga derretida e misture bem
  • acrescente ao restante da massa
  • leve ao forno por aproximadamente 20 minutos
  • desenforme depois de frio e deixe na geladeira enquanto prepara a mousse

MOUSSE

  • em uma tigela coloque a gemas e bata bem com um fouet
  • misture o espumante e bata até incorporar bem
  • transfira para uma panela e leve ao fogo baixo
  • continue mexendo sem parar
  • vai espumar bastante no começo, mas continue mexendo
  • quando engrossar um pouco (não deixe ferver) entre 7 e 10 minutos retire do fogo e transfira para uma tigela – se for utilizar termometro retire quando atingir 72 graus
  • coloque as 3 colheres de espumante em uma tigela pequena
  • polvilhe a gelatina por cima e deixe hidratar
  • enquanto isto bata o creme de leite em chantilly
  • aqueça a gelatina no microondas, apenas para liquificar
  • junte ao creme de gemas
  • acrescente o chantilly aos poucos, misturando delicadamente
  • utilize em seguida

MONTAGEM

  • corte circulos da massa do tamanho do recipiente que for servir
  • coloque no fundo
  • coloque a mousse por cima
  • deixe na geladeira coberto com plastico filme por alguma horas ou de 1 dia para o outro
  • finalize com morangos ou framboesas

Deixe um Comentário