28dez

RABANADA DE PANETONE OU PANDORO

Postado por Thelma Tomb
rabanadas de panetone

Embora a rabanada seja tradicionalmente servida no Natal, que tal preparar uma para o Ano Novo utilizando o panetone que sobrou!!

A rabanada foi trazida ao Brasil pelos portugueses e definitivamente  incorporadas à  nossa culinária.

Já o panetone é uma tradição italiana, muito conhecida e apreciada por aqui também.

 

rabanada de panetone

Este famoso protagonista das mesas do Natal, tem fermentação lenta, isto é precisam mais de 2 dias para ser preparado.

A clássica receita original prevê somente o uso de passas, símbolo de prosperidade na Idade Média, ovos e açúcar no seu recheio.

O tradicional formato em cúpula e o papel (na Itália chamado de “pirottino”) onde o pão cresce e é servido, surgiram no começo do século 20.

Na Itália, igualmente conhecido e consumido, o pandoro também pode ser utilizado nesta receita, com resultado igualmente delicioso.

 

São explicitas as diferenças entre essas duas doces iguarias, protagonistas indiscutíveis da mesa de Natal.

O panettone ou “pão do António” tem origem milanesa, e, segundo a lenda conta que, Toni ajudante de padeiro a serviço do duque Ludovico Sforza, ao cuidar dos pães para o banquete de Natal, em um descuido queima o pão.

Para salvá-lo mistura com ovos, açúcar e frutas secas.

O sucesso na corte é tanto que a recém criada iguaria é batizada de “Pan di Toni”.

Já o Pandoro, doce típico de Verona, terra de Romeu e Julieta, tem uma receita mais simples, rica em manteiga que confere a fragrância e maciez do doce, parecida com o brioche francês.

rabanada de panetone ou pandoro

 

A cidade de Verona no passado, fazia parte do território da República de Veneza e parece que os ricos venezianos em época renascentista, costumavam encomendar para as festas doces cobertos com folhas de ouro, daí o nome Pandoro, pão de ouro.

O pandoro, não contém frutas, e a massa de baunilha amanteigada tem cor dourada, com sabor e textura incríveis.

Com formato de estrela de oito pontas, que aparece em um dos quadros do pintor daquela cidade, Angelo Dall’Oca Bianca.

A rabanada tradicional é preparada com pão adormecido, porém, para inovar, estas delícias podem ser utilizadas no lugar do pão.

rabanadas de panetone 2

 

Como já contém açúcar na massa, basta mergulhar em ovo batido aromatizado com baunilha e canela em pó.

Outra inovação é o modo de preparo.

rabanadas de panetone 1

Ao invés de fritar imerso em gordura, um preparo mais saudável é o da french toast.

Basta derreter um pouquinho de manteiga em uma frigideira anti-aderente bem aquecida.

Em seguida, grelhar as fatias, deixando 2 minutos de cada lado, aproximadamente.

Disponha em uma travessa polvilhando levemente com açúcar de confeiteiro e sirva em seguida.

DICA – Como a massa de panetone e de pandoro é mais delicada do que a de pão, sugiro omitir o leito, mas caso queira utiliza-lo, mergulhe primeiro no leite rapidamente e em seguida no ovo.

 

Deixe um Comentário