28fev

TEMPO É DINHEIRO

Postado por Thelma Tomb
time is money

Todos já ouviram dizer que tempo é dinheiro…na verdade eu acho que tempo é muito mais valioso do que dinheiro, considerando-se que, uma vez perdido, não podemos mais recupera-lo. Mas, sem filosofar muito à respeito, em se tratando de bolos, tempo é dinheiro SIM.Quanto cobrar pelo bolo é provavelmente a dúvida mais comum, especialmente para quem esta começando no negócio. Não é tarefa fácil chegar neste número, porém é sim possível e muito importante conseguir avaliar corretamente todos os fatores que vão determinar qual o valor justo a ser cobrado. Veja as dicas e acerte na hora de passar orçamentos.

  1. LOCALIZAÇÃO – aonde você esta localizado é fator super importante na hora de determinar valores. Cidades grandes em geral tem custos muito maiores do que pequenas cidades. Aluguel, transporte, mão de obra costumam variar muito, o que vai influenciar demais nos preços. Uma boa pesquisa de mercado é fundamental. Descubra quanto a sua concorrência esta cobrando e leve em conta estes valores.
  2. NÃO cobre menos do que a média que seus concorrentes estão cobrando. Mesmo que você esteja começando, cobrar um preço muito baixo apenas irá fazer você ficar famosa por cobrar barato. Quando resolver cobrar o valor justo seus clientes vão se ressentir achando que você aumentou o valor indevidamente. Cobre o justo desde o começo.
  3. CUSTOS – fundamental saber quais são. Nada de adivinhações. Lápis, papel e calculadora na mão. Leve em consideração todos os itens que são fundamentais para você conseguir fazer um bolo. Exemplos – aluguel, luz, água, telefone, gás, internet, embalagens, impostos, entregas, equipamentos além é claro dos produtos utilizados e da mão de obra necessária.
  4. NÃO queira competir com o supermercado ou a padaria…os bolos lá são feitos em grande quantidade, em geral utilizando produtos mais baratos para diminuir custos, o que irá refletir diretamente na qualidade, no sabor e no visual do bolo.
  5. Não é APENAS um bolo…é muito mais do que isto, é uma lembrança, é a principal atração da mesa, vai ficar nas fotos para sempre, é uma obra de arte. Convença-se disto e ficará muito mais fácil de explicar para o cliente porque você esta cobrando determinado valor.
  6. VALORIZE o seu trabalho usando apenas produtos de qualidade e design atraente e atual. Assim você irá atrair e manter  clientes que procuram e valorizam um trabalho personalizado e de bom padrão.
  7. TENHA um valor mínimo, ou seja, determine qual é o valor mínimo que justifique o tempo (e os outros fatores envolvidos) que você irá gastar para fazer um bolo e já diga, por exemplo, bolos cobertos com pasta americana começam em R$ 200 e bolos decorados sem pasta americana começam em R$ 120 – assim você já nem perde tempo passando modelos, orçamentos etc. se a pessoa esta interessada em um bolo de R$ 50 – neste caso ela pode encontrar na padaria/supermercado.
  8. CALCULE o tempo que você vai gastar para fazer o bolo – no começo você pode ter um pouco de dificuldade nisto, mas logo vai aprender. Leve em consideração tudo…assar o bolo, rechear, a decoração etc… Tenha diversas opções de acabamentos para oferecer. Detalhes simples e que consomem menos tempo são uma boa opção para atender clientes dentro de determinados orçamentos. E calcule um valor por hora para você. Vamos supor que você chegue a conclusão que a sua hora custa $ 50 e que determinado bolo vai consumir 8 horas de trabalho – portanto o valor deve ser o custo do bolo – veja item 3 acima + R$ 400 das horas gastas.
  9. COBRE o valor do bolo e não do kilo. Se o cliente quer um bolo para 100 pessoas com determinado tipo de decoração você faz o calculo todo e passa  o valor total do bolo para este número de pessoas. Assim já sabe quanto vai ganhar e o seu cliente já sabe quanto vai pagar.
  10. ACREDITE no seu trabalho, assim o seu cliente também vai. Quando você faz todo o calculo corretamente vai sentir-se muito mais seguro para passar um orçamento e saberá exatamente até que ponto vale a pena negocia-lo.

Deixe um Comentário